Lançamento proporciona aumento na largura de banda e redução no tempo de implantação de câmeras de monitoramento.

A Fibracem, empresa especializada na fabricação de produtos e acessórios para fibra óptica está lançando o primeiro IP Cabo Híbrido totalmente produzido no Brasil. A novidade foi desenvolvida para propor uma nova forma de fazer a transmissão de dados e energia na instalação de câmeras de monitoramento, como as tradicionais câmeras de segurança, por exemplo.

De acordo com a diretora de marketing da Fibracem, Carina Bitencourt, o lançamento, além de ser capaz de dispensar a necessidade de utilização de dois cabos, um para a transmissão de dados e outro para a alimentação elétrica, reduz o tempo no processo de implementação e aumenta a velocidade de transmissão dos dados devido a utilização de fibra óptica no lugar de cabos coaxiais.

“Isso só ocorre graças à coexistência de duas fibras ópticas e fios de cobre no mesmo cabo, dispostos de uma forma que estes elementos desempenhem suas funções sem ter contato direto entre a parte lógica e a elétrica do cabo. Os materiais são isolados e separados apenas pelo material da capa – reduzindo-se o peso do cabo e também o custo ”, comenta a executiva.

Segundo Carina, o cabo híbrido já vem sendo comercializado no mercado internacional há tempos, entretanto no Brasil ainda é muito comum a utilização de cabos coaxiais para fazer a ligação das câmeras. A ideia para o desenvolvimento deste cabo é fornecer um produto com uma performance de dados muito superior a tecnologia usada atualmente nestes tipos de instalações. “O grande desafio foi implementar essas duas atividades distintas – aumento na velocidade de transmissão de dados com melhoria na qualidade da imagem e alimentação elétrica –, em um mesmo cabo.”, afirma.

Para a diretora, atualmente, o ramo de segurança no mercado brasileiro está em constante crescimento, e, segundo ela, a integração dos sistemas de monitoramento é essencial para este setor. “Buscamos desenvolver um produto direcionado ao serviço de circuitos fechados de TV, câmeras de monitoramento e equipamentos de dados alimentados em baixa tensão em geral, mas que necessitem de uma resposta cada vez mais rápida com relação ao aumento de largura de banda”, finaliza Carina.

Serviço:
Fibracem
(41) 3661-2550

http://www.fibracem.com.br/