Assinado pela arquiteta Fernanda Distéfano, studio contou com a iluminação da Grey House.

A planta versátil permitiu que a bancada da cozinha se transformasse em uma confortável sala de jantar, caracterizada pelos pendentes irregulares sobre a mesa.

Um studio de 38m² ganhou ares de sobriedade e delicadeza que são logo vistos no projeto luminotécnico, além da escolha das cores e materiais. A ideia da arquiteta Fernanda Distéfano foi trabalhar a iluminação toda em LED como protagonista do projeto, criando cenários e efeitos. Exemplo disso são as colunas que dividem o dormitório e a sala, que receberam spots embutidos com rebatedores. “As colunas são divisórias e também elementos decorativos”, explica a arquiteta.

O minimalismo do pendente em apenas uma lateral da cama favorece a harmonia proposta ao ambiente, uma vez que a divisória iluminada no lado oposto cumpre a função da iluminação.

A planta versátil permitiu que a bancada da cozinha se transformasse em uma confortável sala de jantar, caracterizada pelos pendentes irregulares sobre a mesa. Para valorizar a cristaleira, a arquiteta optou por instalar spots de LED para iluminar a caixa de vidro. “Todos os circuitos são separados para criar vários efeitos de iluminação de acordo com a necessidade e o uso do cliente”, ressalta a profissional.

Os recortes no gesso foram projetados em lugares estratégicos no studio para garantir um efeito na parede e criar volume aos espaços com quadros e painel de madeira.

Serviço:
Grey House Iluminação
(41) 3336-4159
greyhouse.com.br